Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Natal acabou...

por Mary, em 07.01.21

O Natal acabou...

Este ano (ou melhor, o ano passado) estávamos todos desejosos do Natal. De sentir aquela sentimento de ternura, amor, carinho e solidariedade que o Natal nos traz. De tal forma, que decorámos as nossas casas com uma antecedência anormal. Por aqui foi no dia 2 de Novembro , mas em muitas casas, em Setembro, já havia decorações completas. 🤣

Hoje, a seguir ao dia de Reis, foi dia de desmontar tudo...

Fica sempre um sentimento de vazio...

De casa despida...

Tanto tempo a desejar o Natal e ele vai-se em menos de nada... Tantas horas para montar e pôr tudo bonito... e em poucos minutos está tudo encaixotado de novo.

E hoje sobrou-me esta pernada solta da árvore como prova que ali houve um Natal...

E pronto, fico sempre assim meio nostálgica.

E vocês? Já desmontaram a vossa decoração de natal? 

136968556_208429534284471_2057735942521545986_o.jp

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Preparados para o Natal?

por Mary, em 25.11.20

Olá e sejam muito bem-vindos!

No outro dia, comentava um colega meu que com a taxa de hotéis encerrados em Portugal, era quase um milagre ainda termos trabalho. E é!

É um presente de natal antecipado.

Estamos treinados para estarmos sempre a sorrir e bem-dispostos. Mas não estamos alheios ao que se passa à nossa volta. E é assustador!

Vivemos, diariamente, numa constante incerteza pois as reservas, outrora planeadas e feitas com alguma antecedência, acontecem agora quase no momento. E é assim que tem de ser. Com tanta alteração de última hora não dá para correr riscos .

Isso gera alguma ansiedade interna, mas também nos ensina a ter esperança.  Quando olhamos para o planning dos próximos dias... é assustador. Mas depois olhamos para os últimos dias e a coisa até se compôs e sossega-nos a alma.

Se ainda tens emprego, fica feliz! Mesmo que não seja o teu emprego de sonho. Mesmo que aches que muita  coisa podia e devia ser diferente. Não  é tempo de batalhas. É tempo de unir esforços e trabalhar em conjunto para ultrapassar as adversidades.

É incrível como dávamos tudo como garantido e, de um momento para o outro, a vida deu uma volta de 180°.

Mas para nos aliviar as tensões covidenhas, nada melhor que entrar em Christmas mode. E aqui a Rececionista já anda a ajudar o Pai Natal. 🥰

Espero que tenham gostado da estadia e até breve.

20201125_071409.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Clientes para todos os gostos

por Mary, em 03.07.20

Olá e sejam muito bem-vindos!

Eu não queria, mas numa altura destas é quase impossível falar de outro tema. 🤷‍♀️

Desde que se procedeu ao desconfinamento e ao lento retomar das atividades, tem sido engraçado ver como as pessoas se têm adaptado a este novo normal e como têm regressado, timidamente  à hotelaria.

E tem havido de tudo um pouco:

- O germofóbico - aquele cliente que entra e já vem a desinfetar as mãos com o próprio álcool gel mas que a seguir usa o que está no balcão, só por precaução; aquele que não deixa a criancinha tirar um rebuçado do balcão com as próprias mãos e depois tem toda uma técnica de abertura do mesmo sem lhe tocar diretamente com as mãos e despeja o rebuçado para a boca da criança e a seguir a manda desinfetar as mãos!  (Confesso que não entendo esta... se a criancinha não tocou em nada... mas ok! Cada um sabe de si.)

- O implicante - aquele que ainda que estivéssemos numa sala de pressão 0 com tudo super hiper mega esterilizado, ainda encontraria alguma coisa menos bem e faz questão de dar a sua opinião. Critica os outros clientes, exige de nós que andemos em cima dos clientes para faze-los cumprir as regras, mas tira a máscara para poder falar mais baixo e não ser ouvido pelos outros...  (Really?!)

- O descomplicado - aquele que "está tudo bem... é para ser assim? ok?" (destes nem há muito a dizer que não dão trabalho e facilmente nos esquecemos deles. Sorry!)

- O sabichão - aquele que: "eu sei o que tenho de fazer! Porque eu viajo muito e já estive aqui e acolá e faz-se assim e faz-se assado (e o frito e o cozido e o "raio que ta parta"! As nossas regras são estas e são para cumprir! Ai....)

- O borgas - aquele que estava deserto para vir dar uma volta e espairecer. Sair da rotina "porque lá na minha terra aquilo está tão mau com o Covid. Eu aqui até me esqueço desta coisa do "covirus". (A minha resposta: pois, mas não se esqueça muito que ele anda aí...)

- O xenófobo  - aquele tuga "aparvatado" (é que não tem outro nome), que não pode ver um estrangeiro que acha logo que ele está infetado e que nós não devíamos alugar quartos a estrangeiros (se tiver olhos em bico então)... (WHAT!!! Querem lá ver que o vírus só afeta estrangeiros? Tenho mais medo das "tias de Cascais" que aí vêm com as suas paneleirices, do que dos estrangeiros que andam com mais medo de nós que nós deles.)

- O doutor (sim, mesmo médico) -  e aqui tem havido de tudo um pouco... Há aqueles que em vez de darem o exemplo, levo o tempo atrás deles para relembrar que têm de usar máscara; e há aqueles que são ali muito perto do implicante e que vêm com conversas do tipo: "Eu sou médico e isto é inadmissível as pessoas andarem sem máscara! (É inadmissível (ponto... de exclamação)! Não é por ser médico... Certo? Mas infelizmente, nem sempre conseguimos ter mil olhos e andar a trás de toda a gente. Fazemos o nosso melhor, ás vezes até mais).

Resumindo e concluindo, tenham lá paciência. A hotelaria está a definhar e a precisar, desesperadamente de clientes. Venham, mas venham com calma e com consciência de que tudo estamos a fazer para vossa e nossa segurança, mas não venham à vontade, vontadinha. O "covirus" ainda aí anda e só porque há poucos casos nesta zona, não significa que estejamos a salvo.

Espero que tenham tido uma óptima estadia e até breve!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Posts mais comentados


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D